07/11/2018

Em debate acalorado, Eizerik defende liberdade e autonomia das escolas

Presidente do SINEPE/RS repudiou denúncias falsas de doutrinação ideológica em sala de aula e também defendeu o projeto político-pedagógico de cada instituição
Assessoria de imprensa - SINEPE/RS
Bruno Eizerik representou as escolas privadas no debate. Foto: Wagner Miranda de Figueiredo - SINEPE/RS
A Câmara Municipal de Porto Alegre promoveu na tarde dessa terça-feira (6/11) debate sobre manifestações político-partidárias em escolas privadas de Porto Alegre, dias após estudantes organizarem atos contrários e favoráveis ao presidente eleito Jair Bolsonaro. O encontro reuniu no Plenário Otávio Rocha vereadores, pais e mães, alunos e representantes de instituições e entidades das redes privada e pública. As galerias foram tomadas por dois grupos: Os defensores de Bolsonaro ficaram no lado direito e os contrários no lado esquerdo.

O presidente do SINEPE/RS defendeu da tribuna da Câmara a liberdade nas escolas. "O SINEPE/RS, como um sindicato que representa mais de 500 instituições de ensino, sempre vai defender a liberdade. A liberdade está acima de qualquer outro valor. Ao mesmo tempo, jamais iremos defender uma escola única que tenha pensamento único. Somos a favor da pluralidade de ideias".

Eizerik salientou também a importância do projeto político-pedagógico de cada instituição. "A escola é um espaço de aprender, espaço de tirar dúvidas. Mas, acima de tudo, temos que entender que a escola tem um projeto político-pedagógico e normas de convivência que devem ser respeitadas por todos, alunos, professores e diretores.

O dirigente do SINEPE/RS concluiu o seu discurso repudiando notícias falsas sobre casos de doutrinação política em sala de aula. Para ele, "a escola jamais poderá ser um instrumento de doutrinação de qualquer lado que seja".
SINEPE/RS
Av. Praia de Belas, 1212 - Sala 1201, 12º andar - Porto Alegre, RS - CEP:90110-000.
Fone:51 3213-9090 - Fax:51 3213-9099
E-mail: sinepe@sinepe-rs.org.br