O professor lida com o vir-a-ser

Osvino Toillier Vice-presidente do SINEPE/RS
Ninguém sabe ao certo qual o segredo da missão do professor hoje em dia. Muitos insistem na solução pela tecnologia. É verdade que não dá para descartar a tecnologia, através de aulas disruptivas, sala de aula invertida, novo jeito de trabalhar os mesmos conteúdos e envolver o aluno na abordagem de forma ativa, eliminando a aula expositiva.

Certamente, mesmo em férias, o professor deve estar meditando sobre o desafio que terá diante de si em poucas semanas, quando estará diante de novas turmas, agitados com as novidades que estão na mídia, mostrando que o professor não é mais o cara com o domínio do saber.

Mas, para que serve então o professor? Sem querer me apresentar como mágico com a solução, permitam-me dizer que o professor continua sendo a pessoa mais importante no processo ensino-aprendizagem, porquanto ele desenvolve o mapa para alcançar o território do saber. Não há mais respostas prontas, mas caminhos a serem trilhados para enfrentar os desafios nas complexas questões que estão sendo formuladas tanto no ENEM quanto nos vestibulares.

Deixem-me dizer-lhes que o professor não pode ser resumido a um expert e desenvolver dicas para ter sucesso nas provas, mas ser reconhecido como alguém que lida com a dimensão da possibilidade, do vir-a-ser, do encanto da possibilidade, da paixão pelo aprender, do universo da descoberta, do desenvolvimento das pessoas, da maravilhosa peça, chamada de existência, semeando sonhos no fértil solo da esperança.

Se conseguirmos devolver ao professor a missão da sacralidade, certamente teremos ambiente de motivação para aprender o sentido da existência, consciente de que, como nos ensinou Eça de Queirós, "para ensinar, há uma formalidade a cumprir: saber".
SINEPE/RS
Av. Praia de Belas, 1212 - Sala 1201, 12º andar - Porto Alegre, RS - CEP:90110-000.
Fone:51 3213-9090 - Fax:51 3213-9099
E-mail: sinepe@sinepe-rs.org.br