Menu

Já é associado?

Faça o seu login e envie a sua notícia.

Não Possui Conta?

Saiba mais como tornar-se associado clicando aqui.

  • Home
  • Notícias
  • Volta às aulas presenciais: instituições deverão seguir os critérios da sua região e protocolos de segurança
30/04/2020

Volta às aulas presenciais: instituições deverão seguir os critérios da sua região e protocolos de segurança

Retorno poderá ocorrer ao longo do mês de maio; orientações foram antecipadas pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (30/04) e Decreto deverá ser publicado nos próximos dias

por Assessoria de imprensa
Volta às aulas presenciais: instituições deverão seguir os critérios da sua região e protocolos de segurança

O Governador do Estado, Eduardo Leite, apresentou na tarde desta quinta-feira (30/04) novas regras para o retorno das atividades, incluindo o setor da educação. As aulas na rede privada poderão retornar ainda em maio conforme a bandeira instituída na região em que se encontra a instituição – amarela, laranja, vermelha ou preta – e seguindo o cumprimento de protocolos de segurança. A definição dessas bandeiras será de acordo com a velocidade de avanço do vírus, estágio de evolução da doença, incidência de novos casos e capacidade hospitalar de atendimento para pessoas acima de 60 anos. Conforme o governador, a divulgação dos protocolos será feita na próxima semana e o retorno em algumas localidades poderá ocorrer a partir de maio. O SINEPE/RS está trabalhando com o governo do Estado na construção desses protocolos para as instituições de ensino e, assim que o novo decreto com essas regras for publicado, emitirá orientações aos seus associados.

Para o presidente do SINEPE/RS, Bruno Eizerik, as medidas atendem aos anseios das instituições de ensino privado, especialmente naqueles municípios em que não há casos confirmados de coronavírus. O dirigente salienta a importância de as instituições de ensino seguirem com rigor o protocolo de segurança de sua região para garantir um retorno seguro para toda a comunidade escolar. “A vida é o principal valor que temos que preservar, portanto, todas as medidas possíveis serão tomadas para que tenhamos uma volta tranquila e segura”, ressalta o dirigente. Eizerik orienta também que no retorno às aulas presenciais, as instituições avaliem as lacunas de aprendizagem dos alunos no período da quarentena e informem aos estudantes e família sobre um calendário para a recuperação desses conteúdos.

Para aquelas instituições que ainda não poderão retomar as aulas presenciais a orientação é de que sigam com as atividades remotas. Segundo pesquisa realizada pelo Sindicato, 97,4% das escolas instituições de ensino privado estão fazendo uso de plataformas online e aplicativos para transmitir conteúdos e 100% seguem com a interação entre aluno e professor por meio de recursos digitais. Em relação aos conteúdos desenvolvidos neste período de quarentena, 96,2% das escolas afirma que está apresentando novidades aos alunos, enquanto 3,1% estão revisitando o que já havia sido trabalhado. Quando à avaliação, 58% das instituições ainda não fez avaliações com os alunos durante as atividades domiciliares, e 42% o fazem por meio do envio de trabalhos, participação nos recursos tecnológicos, envio de questionários e outros recursos.

Compartilhe:

publicidade
  • Publicidade
publicidade
  • Publicidade

Gostaria de enviar notícia ao SINEPE/RS?

Colabore com o acervo de notícias para o nosso site.
Faça o seu e envie sua notícia