03/10/2017

Escolas apresentam projetos inovadores em educação

Cinco instituições de ensino finalistas do Prêmio Inovação em Educação contaram detalhes dos seus projetos na segunda etapa de avaliação da premiação
Assessoria de comunicação - Associado
Colégio Marista Santa Maria apresentou o projeto Maristas em Arte
Representantes da Escola Santa Mônica falaram sobre o projeto de realidade aumentada
Representantes da Escola Santa Mônica falaram sobre o projeto de realidade aumentada
Marista Santa Maria apresentou projeto de tutoria individual
Colégio La Salle Santo Antônio contou como utiliza as metodologias ativas na sala de aula
Colégio São Carlos mostrou como desenvolve as metodologias ativas de aprendizagem
Juradas da categoria Área Fim
Colégio Marista Graças apresentou o projeto de reestruturação curricular
Os finalistas do 8º Prêmio Inovação na Educação abriram as audiências públicas dos Prêmios do SINEPE/RS. Até amanhã (04/10), os 23projetos finalistas do 15º Prêmio Destaque em Comunicação, do 12º Prêmio de Responsabilidade Social e do 8º Prêmio Inovação em Educação defendem seus projetos na segunda etapa da avaliação da premiação. O evento é aberto ao público e ocorre na sede do SINEPE/RS, das 8h30 às 17h.

Foram apresentados projetos voltados à interdisciplinaridade, ao uso de realidade virtual, metodologias ativas e personalização do ensino, tutorias no Ensino Médio e reestruturação curricular.

Conheça mais projetos apresentados:

Categoria Área Fim
Colégio Marista Santa Maria - Santa Maria
Projeto: Maristas em arte
Através da interdisciplinaridade nos componentes de Arte, Língua Portuguesa e Literatura, o projeto incentiva os estudantes do 1º ano do Ensino Médio à experimentação da dramaturgia por meio de oficinas e apresentações artísticas, desenvolvendo habilidades socioemocionais e conteúdos exigidos no Enem. A iniciativa completou 14 anos e já envolveu mais de mil estudantes que desenvolveram 95 espetáculos teatrais.

Escola Santa Mônica - Pelotas
Projeto de Educação Imersiva através da Realidade Virtual
Os alunos utilizam óculos de realidade virtual e softwares educativos em sala de aula, para tornar o conhecimento mais atraente, interativo e participativo. Por meio dos óculos, os alunos experimentam situações reais, facilitando o aprendizado. É aplicado do Ensino Fundamental II ao Ensino Médio em nove disciplinas.

Colégio La Salle Santo Antônio - Porto Alegre
Projeto: Personalização e Ensino Híbrido: experiências com aprendizagem ativa no Colégio La Salle Santo Antônio
A instituição utiliza metodologias ativas, voltadas a um ensino personalizado e híbrido (presencial e digital-virtual), por meio do uso de tecnologias digitais, com todas as turmas do Ensino Fundamental e Médio. Entre as atividades, são desenvolvidas a sala de aula invertida, gameshow com ipads, games em conteúdos como Matemática, entre outras.

Os projetos foram avaliados pelos seguintes jurados: Aline Martins, orientadora de educação profissional do Senac, Ivaine Tonini, professora da UFRGS e Janaina Audino, executiva do Instituto Jama.

Categoria Gestão Pedagógica
Colégio Marista Santa Maria - Santa Maria
Projeto: Tutoria individual
Com a iniciativa, os professores são tutores e podem acompanhar de forma sistemática a aprendizagem dos alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, desenvolvendo seu autoconhecimento. É feito um mapeamento das potencialidades e dificuldades dos alunos, para que a equipe pedagógica possa atuar nas dificuldades encontradas. Entre os resultados, percebe-se que os estudantes estão mais confiantes, proativos e capazes de fazer escolhas.

Colégio São Carlos - Caxias do Sul
Projeto: Metodologias ativas desafios para uma educação disruptiva
Desde 2015, a escola adota mais de 10 tipos de metodologias ativas em 30% das aulas em todas as turmas, substituindo as didáticas expositivas por momentos interativos e colaborativos. De dois professores que aderiram à ideia, hoje são 31 envolvidos no novo método. Entre os resultados, os alunos melhoraram significativamente suas notas, como em Química, por exemplo, em que a média era 3,5 e passou para 9 e em redação no Enem, em que passaram do 8º lugar para o 1º colocado. A experiência resultou em um livro escrito pelos professores.

Colégio Marista Graças - Viamão
Projeto: Um currículo que inquieta: boas práticas que geram resultados
A instituição adotou uma nova proposta curricular, trabalhando de forma interdisciplinar com todos os setores da escola e uma gestão sistêmica e compartilhada. Entre as ações, implantou indicadores e metas de desempenho, laboratório de aprendizagem para aulas interdisciplinares, metodologias ativas no ensino como os alunos aprenderem a partir de situações reais e reformulou os espaços físicos das salas de aula. Entre os resultados, a escola aumentou os índices de fidelização e obteve crescimento no desempenho dos alunos no Enem.

Os projetos foram avaliados pelos jurados: Adriana Gandin, consultora de tecnologia educacional da Editora FTD, José Paulo da Rosa, diretor geral do SENAC-RS, e Sônia Veríssimo, diretora da Latusenso consultoria e assessoria educacional.
SINEPE/RS
Av. Praia de Belas, 1212 - Sala 1201, 12º andar - Porto Alegre, RS - CEP:90110-000.
Fone:51 3213-9090 - Fax:51 3213-9099
E-mail: sindicato@sinepe-rs.org.br